Blog do Cabral Jornalismo Diferente

Sindicato dos Servidores Municipais participa ativamente das discussões sobre retomadas de aulas presenciais

Sinserv exige vacinação imediata de todos os servidores da educação

A reunião desta quarta-feira com o secretário municipal da Educação, Edgard Larry, entre outras pautas, tratou da discussão sobre o retorno das aulas semipresenciais na Rede Municipal de Ensino. A Prefeitura afirma que “o chamado ensino híbrido está marcado para começar, de forma escalonada na Rede, a partir de agosto“.
O assessor jurídico do Sinserv, Lucas Nunes, destacou o compromisso do sindicato dos servidores nas discussões e no passo a passo para a volta das aulas em Vitória da Conquista. “É um processo composto por vários fases, que vão desde a construção do protocolo de segurança, a partir do Plano de Contingência, para o qual nós damos especial atenção, passando pela ampla discussão, planejamento e tomada de ações“, explicou o advogado.
Segundo Lucas, apenas uma quantidade restrita de escolas, adotando todos os cuidados necessários retomarão as aulas. “Essa retomada não vai ocorrer de forma açodada, não vai acontecer em todas as escolas, é uma garantia da secretaria para o sindicato e, portanto, a retomada irá se iniciar pelas escolas que tem estrutura física e de equipamentos que autorizem essa condição“.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv), Lucia Chagas, deixou clara sua posição durante a reunião da Mesa Permanente. “Nós não somos contra o retorno das aulas, porém, a nossa representação é sindical e em defesa dos servidores, avaliando, também, o impacto à comunidade“.

A gente espera que só retorne depois que todo o funcionalismo da educação de apoio seja vacinado com a segunda dose, entendeu? e independente de idade, todos sejam vacinados“, pontuou, esclarecendo que “a educação é um conjunto, não é só um professor“, acrescentando que todos, “desde o porteiro, o pessoal da limpeza, a merendeira, o secretário, todos, até chegar na direção da escola” devam ser imediatamente vacinados.

A dirigente sindical divulgou uma estimativa em torno de “menos de 300 servidores que ainda precisam ser vacinados imediatamente“. Sobre a expectativa, garantiu a presidente: “já estamos fazendo todas as gestões necessárias junto às Secretarias de Educação e Saúde“.

Já a Smed, anunciou dentre outras ações, que iniciará na próxima segunda-feira (12/07) um trabalho de treinamento, escuta e acolhimento com a comunidade escolar (professores e demais profissionais da Educação, alunos e pais ou responsáveis) e admite o compromisso com a vacinação dos professores, profissionais de apoio e todos os envolvidos no processo de retomada.

O secretário Edgard Larry avaliou como positiva a reunião com o sindicato. “Esclarecemos ao Sinserv, que estamos buscando seguir todos os protocolos de modo a proporcionar a maior segurança possível não só aos servidores de interesse direto do Sinserv, mas também da Rede, além dos pais e alunos, quando do retorno das atividades presenciais“.  Larry garantiu que “um planejamento cuidadoso, escalonado e gradativo para este sistema híbrido” foi adotado pela equipe da Smed, destacando como “fundamental esse diálogo com as entidades representativas” das diversas categorias.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também