Blog do Cabral Jornalismo Diferente

Sindicatos dão início a pesquisa para identificar servidores interessados em residência na Vila do Servidor

foto: Blog do Sena. Lúcia Chagas, presidente do Sinserv ao lado de Rita Suzana, presidente do Sindacs.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv), juntamente com o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Sindcs), vêm se mobilizando para concretização do projeto da Vila do Servidor, que consiste em construir casas destinadas aos Servidores Públicos Municipais que não possuem residência própria.

O terreno foi doado pela prefeitura em outubro de 2019, localizado no loteamento Vila América, no Bairro Boa Vista, possui cerca de 56 mil metros quadrados, o que corresponde a mais de 1500 lotes. O projeto é direcionado para três sindicatos, o que incluindo também o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp), que não se mostrou interessado em participar das negociações, assim como não compareceu na cerimônia para assinatura do decreto autorizando a construção da Vila.

Embora haja especulações de que se tratar de uma obra eleitoreira, o Sinserv esclareceu que, os três Sindicatos foram convidados a participar das reuniões e negociações com a prefeitura,  que já vem acontecendo há muito tempo, e que os próprios sindicatos indicaram nomes de pessoas para representá-los, porém o Simmp não compareceu. O Sinserv ainda ressalta que, o seu compromisso é com a qualidade de vida do servidor.

Segundo o Sinserv, eles visitaram o terreno, brigaram, se reuniram várias vezes com administração municipal, que por sua vez, fez a doação do terreno. Para o Sindicato, essa parte da cobrança tem que ficar por parte dos interessados, e não poderiam esperar até o final das eleições para tomar essa iniciativa. E afirma, “precisamos garantir o direito do servidor, principalmente de baixa renda. Precisamos garantir que o projeto vai ficar plantado e vai dar frutos e flores, em qualquer governo que ficar ou vier”.

A partir de agora, os sindicatos interessados partem para a segunda etapa, realizando um questionário para sondagem e analise dos perfis dos servidores interessados em adquirir um imóvel, que posteriormente serão enviados para a administração municipal. A fim de, determinar a demanda e para que as empreiteiras possam fazer os projetos e ver quem oferecerá as melhores condições para executá-los.

Devido à pandemia do Covid-19, para evitar aglomerações, os servidores interessados em responder o questionário deverão entrar em contato com o sindicato, de segunda a sexta (em horário comercial), para fazer o agendamento.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também