Blog do Cabral

Sinserv apresenta balanço de 2021, ano histórico na luta pelo servidor conquistense!

 

 

 

Um ano poderoso, de lutas, vitórias e conquistas!”, assim, Lúcia Chagas, presidente do Sindicato Municipal dos Servidores Públicos de Vitória da Conquista (Sinserv) definiu 2021 e divulgou o balanço das ações desenvolvidas.

2021 – Lúcia Chagas sempre frente a frente com a prefeita Sheila Lemos pelo bem do servidor!

Lúcia Chagas apresentou, ao lado de José Marcos Amaral, seu vice, e a competente e comprometida diretoria,  o balanço super positivo deste ano. “É o resultado de se trabalhar com responsabilidade, compromisso e transparência“, esclareceu, agradecendo cada diretor que desempenhou suas funções com o comprometimento necessário para um ano que tinha tudo pra ser inviável.

Emocionada e grata, Lúcia Chagas, homenageou a lembrança do diretor Edmilson Alves de Souza – falecido em 20 de fevereiro. “Aqui, éramos e somos todos amigos e irmãos e perdê-lo foi um duro golpe logo no início do ano“.

Todos nós sabíamos que era um ano de reconstrução da luta sindical, já que vínhamos de um tempo de recessão causado pela pandemia“, admitiu o vice-presidente Zé Marcos, ressaltando, que foi na consciência da unidade de todos os diretores e servidores municipais que cada conquista alcançada em 2021 se fez realidade. “Foi nosso compromisso e insistência na militância por esses direitos que garantiram diversas vitórias, como o descongelamento da tabela mesmo numa pandemia, no tempo de recessão“.

Na linha de frente e apoio às ações da diretoria, os departamentos jurídico e de comunicação e imprensa intensificaram as ações em apoio a cada setor do Sinserv na defesa e manutenção dos direitos do servidor e apesar das dificuldades impostas pela Lei Complementar 173, “claríssima no impedimento de qualquer tipo de reajuste de salários e que inviabilizou qualquer acréscimo desde o surgimento da pandemia, o ano de 2021 acumulou conquistas e vitórias para o servidor conquistense“, ressaltou o advogado Lucas Nunes, coordenador jurídico da entidade.

Flávia Viana, diretora jurídica, argumentou que, em conjunto, “mantivemos a luta e levantamos a bandeira da justiça ao servidor mesmo diante do veto da Lei 173, tivemos que visualizar novas perspectivas sindicais e passar a atuar e lutar nelas, garantindo a aplicação das leis na defesa do trabalhador“.

Foi quando, em março, o Sinserv apresentou com sucesso sua pauta da Campanha Salarial com cláusulas financeiras – após três anos sem reajustes – reivindicando a recomposição salarial e correção da tabela de remuneração em 4,5%, que era o máximo possível, além de diversas reivindicações e cláusulas não financeiras imediatamente atendidas“, relatou o diretor Ronaldo Damascena.

O diretor de comunicação Francisco Ribeiro, destacou dois deles, conquistados ainda no primeiro semestre: “a criação do cargo de vigilantes sem comprometimento da remuneração original foi uma delas, já que o cargo de agente patrimonial teve fim; O projeto de engenharia para o inicio da construção do conjunto habitacional dos servidores foi outra luta que a diretoria encampou com resultado positivo“.

Erick Brizola, listou outras pautas e lutas, também positivadas em 2021, ano que pra ele foi diferencial, já que os quase 10 mil servidores penavam durante os últimos 03 sem aumento salarial. “No entanto, o sindicato não desistiu e garantiu com coragem e compromisso vários outros benefícios, como as CET’s, Auxílios Alimentação, Insalubridade e Férias”.

O diretor Augusto Silveira, ressaltou a organização e planejamento sindical, nas quais “o Sinserv apresentou um organograma, com prioridades levantadas a partir da exposição dos servidores, levando em conta os diversos segmentos, setores e peculiaridades“.

Patrícia Souto foi Enfática ao explicar que o Sinserv foi pra cima na principal e primeira bandeira do ano e a pauta era saúde: “já abrimos o ano exigindo a vacinação dos funcionários da saúde, uma vez que eles trabalhavam sob iminente risco de contágio de si e suas famílias, no enfrentamento direto ao Covid19”.

Herbert Conceição, também diretor, prosseguiu comentando que “apesar da reivindicação começar pela Saúde, os servidores da Educação e posteriormente, os de Serviços Públicos, à exemplo dos garis, tiveram a indicação de suas categorias aceita pelo Governo Municipal e foram vacinados“.

Dentre outras avanços alcançados, Andréia Andrade lembrou ainda,  da conquista do Plano de Carreira do Monitor Escolar, entregue na ultima sexta-feira (28/05) ao Governo Municipal para análise e criação do Projeto de Lei. “Foi uma grande alegria para os monitores que, pela primeira vez, visualizaram sua dignidade valorizada a partir da formalização de suas demandas“.

Carolina Lemos, pontuou outro ganho histórico: “discutimos com os setores e entre os diretores, pautamos com a Administração e assumimos juntos aos pares do Legislativo a mobilização e articulação para a aprovação Projeto de Lei que garantiu o retorno do pagamento do adicional de Pós-Graduação aos servidores de ensino médio“.

Dentre as novas conquistas, a formação e diplomação da Guarda Municipal, no mês de junho, representou mais uma categoria para continuar inspirando  a luta sindical“, apresentou Ubervan Ribeiro, destacando, ainda, logo na chegada, a conquista da CET para os guardas!

Por fim, as diretoras Natália Amaral e Cristiane Oliveira, avaliaram a importância da valorização de outras categorias com o pagamento das CET’s, à exemplo dos profissionais de educação que atuaram no presencial e os agentes de fiscalização de alvarás. “Uma questão de alinhamento com a realidade deles e justiça“, ponderaram.

Enfim, sob o comando prudente, austero e comprometido de Lúcia Chagas, nunca em toda a história do sindicalismo conquistense, uma luta tão intensa foi travada pela garantia dos direitos fundamentais e da vida dos funcionários públicos locais. “Não é se sentir vivo, é ter a certeza de eles não apenas sobreviveram à pandemia e tantas dificuldades,  quanto que tem um sindicato atuante e que vale a pena pagar a taxa por tantos serviços já prestados e os que estamos comprometidos em continuar prestando“, finalizou Lucia. Viva 2021 e que venham os desafios de 2022!


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também